Defesa Civil alerta para previsão de novas chuvas em Ipatinga

defesa

Em contato regular com o meteorologista Ruibran dos Reis, numa parceria com o site Climatempo, a Defesa Civil de Ipatinga, ligada à Secretaria Municipal de Segurança e Convivência Cidadã (Sescon), alerta para o prenúncio de um alto índice de precipitação pluviométrica para o município, nos próximos dias. A previsão é que a partir desta terça-feira (30) comecem a soprar rajadas de ventos mais intensas sobre a cidade, com chuvas que deverão prosseguir até quinta-feira (1), representando um acumulado no período de 80 a 100 milímetros.

Também contribui para a eficiência do acompanhamento das condições climáticas no município um pluviômetro instalado na sede do órgão, na rua Macabeus, bairro Canaã. O dispositivo possibilita a verificação global e setorizada do volume de precipitações pluviométricas, checando tanto a situação de toda a cidade quanto bairro a bairro.

Em relação ao pessoal, a estrutura da Defesa Civil de Ipatinga é composta por oito servidores – engenheiro, assistente social e técnicos -, todos capacitados e treinados para atender a solicitações de vistorias técnicas.

O titular da Sescon, Amador Francisco da Silva Neto, ressalta ainda a importância das ações preventivas em parceria com a Polícia Militar e Corpo de Bombeiro, visando o monitoramento constante das localidades identificadas como áreas sujeitas a desabamentos,

deslizamentos, incêndios, inundações e outras formas de calamidades.

Atribuições

A função básica da Defesa Civil é orientar e ajudar a população em caso de desastres naturais ou riscos iminentes. Nos períodos chuvosos, o órgão chega a atender entre 17 a 20 chamados por dia. Mas seu acionamento não se dá exclusivamente nestas ocasiões. Rotineiramente, há entre seis e sete acionamentos. Nos casos emergenciais em que sua ação é requerida, a vistoria é realizada de imediato, sendo o laudo técnico emitido no mesmo dia. Nos casos em que é aberto o Processo Administrativo (PA), a verificação acontece em no máximo três dias, com emissão do laudo técnico, afirma o secretário.

Alarmes falsos

Apesar da importância do setor, como também acontece com o SAMU algumas vezes a equipe técnica da Defesa Civil é vítima de trotes. Equipes são mobilizadas, realiza-se o deslocamento até o local especificado e então se constata que inexiste tanto o fato quanto o endereço, eventualmente.

 Chamados inusitados

Curiosamente, o setor também é acionado para acudir situações inusitadas, como revela o secretário: “Há casos até de brigas de vizinhos por causa de muros que fazem divisões de terrenos ou de pessoas que encontram escorpiões em suas residências e também chamam a Defesa Civil. Mas estas não são demandas cabíveis ao órgão. A população precisa compreender que quando fazemos este tipo de atendimento ou nos passam trotes, a equipe muitas vezes deixa de atender uma ocorrência verdadeira e, não raro, urgente, colocando vidas em perigo”.

Por desinformação, muitos dos acionamentos dirigidos ao setor são feitos de forma equivocada. O secretário revela que de cada 100 chamados recebidos, apenas 10% são de inteira responsabilidade da Defesa Civil.

Ele adianta que já está em fase final o processo para reativação do Conselho Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) de Ipatinga, o que deverá ocorrer no próximo mês.

Serviço

A Defesa Civil de Ipatinga atende pelo 199 e também pelo telefone da Sescon (3829-8475).

fonte :secom/pmi

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: