Levantamento Parana Pesquisas; 23,4% afirmaram que votariam em quem Lula indicasse

Levantamento Paraná Pesquisas sobre a situação para as eleições presidenciais de outubro mostram o deputado Jair Bolsonaro (PSL) estagnado com 20,5% das intenções de voto e os demais candidatos. Marina Silva (Rede) aparece em segundo com 12%, seguida por Joaquim Barbosa (PSB) com 11% e Ciro Gomes (PDT) com 9,7%.Os três estão em situação de empate técnico devido à margem de erro de 2% para mais ou menos.

Ex-governador de São Paulo e candidato do PSDB, Geraldo Alckmin paga o preço da inércia de sua pré-campanha e aparece apenas em quinto com 8,1%.
Alvaro Dias (Podemos) com 5,9% e o candidato que mais cresce na pesquisa, pois a sua rejeição é baixa.

Com Lula preso, o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad (PT) tem 2,7% à frente apenas de Manuela D’Ávila (PCdoB) com 2,1%, do presidente da República Michel Temer (MDB) com 1,7% e do empresário Flávio Rocha (PRB) com 1%.
Outros candidatos como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB), João Amôedo (Novo) e Guilherme Boulos (Psol) foram citados, mas não atingiram sequer 1% das intenções de voto.

Para 17,5% dos entrevistados, nenhum dos políticos acima merece o voto para presidente e 4,7% não souberam ou não quiseram opinar.
Apoio imprestável

A pesquisa também questionou os eleitores sobre como um possível apoio declarado de Lula a algum candidato refletiria na intenção de voto. Nesse caso, 61,2% dos entrevistados afirmaram que não votariam no candidato apoiado pelo petista preso. Para 14,1% o voto ainda dependeria do candidato apoiado e 23,4% afirmaram que votariam em quem Lula indicasse. Apenas 1,3% não soube ou não quis responder.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: