Violência contra idosos é tema de caminhada em Fabriciano

A Prefeitura de Coronel Fabriciano, por meio da Secretaria de Governança de Assistência Social, realizou nesta sexta-feira, 15, uma caminhada para chamar a atenção da sociedade contra todos os tipos de violência ao idoso. A Concentração foi na Praça do Sérvulo Roque, antigo Barrilzinho, no centro, e envolveu as Secretarias de Governança Educacional e de Saúde, Centro de Convivência Viva Idade, Creas, Cras e as entidades: Obra Social Redentorista, Guardiões da Vida – IPREVAL, Associação Beneficente Integrada Tudo por um Sorriso (IBITIS), CAIS e Lar dos Idosos. O percurso foi até a Praça da Estação.

O dia 15 de junho marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. A data foi instituída em 2006, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa. Segundo a Secretária de Governança de Assistência Social, Patrícia Dias, o foco é conscientizar e incentivar as pessoas a denunciarem maus tratos. “É importante que todos criem uma consciência social e política da existência da violência contra a pessoa idosa, e, simultaneamente, disseminar a ideia de não aceitá-la como normal. Tanto o idoso quanto a família cuidadora precisam ser acompanhados, caso haja ocorrências”, disse.

Denúncias

Em 2017, o Conselho Municipal do Idoso acompanhou cerca de 45 denúncias e até junho deste ano, 85 denúncias. Em nível nacional, esses números são ainda mais alarmantes. Segundo a Presidente do Conselho Municipal do Idoso, Erica Beltram, a cada dez minutos um idoso é vítima de violência no Brasil. “Não podemos nos calar, é o momento de romper o silêncio, expondo os casos de violência para que a gente consiga atuar. Hoje o município tem o Vivaidade, que é um serviço da assistência que também acolhe o público da terceira idade. Nem todos os mil idosos atendidos apresentam histórico de violência, mas é um equipamento de prevenção que está de portas abertas aos que precisam,” disse.

A cada dez minutos uma pessoa idosa é vítima de violência no Brasil. O idoso, Vicente de Paulo Sobrinho, ressalta que muitos idosos não conhecem seus direitos e alerta que a população tem o dever denunciar. As denúncias podem ser feitas pelo disque 100 nacional, no telefone da Assistência Social (3846.7732) ou em qualquer equipamento da Assistência (CRAS, Creas, Vivaidade, Centro Pop).

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: